Com medo de abrir o próprio negócio? Aprenda como perdê-lo.

Post Não Exclusivo

Com medo de abrir o próprio negócio? Aprenda como perdê-lo.

Muitas pessoas já tiveram ou tem vontade de começar um negócio próprio, mas o medo as impede de tornar este sonho possível. Alguns não fazem ideia, mas suas pretensões de negócio são incríveis, inclusive validadas por um grande mercado consumidor, mas o medo as neutraliza, diante de um leque de temores e incertezas: “Não sei como abrir uma microempresa?” Ou “qual negócio abrir?” ou “Como montar meu próprio negócio?”. Abaixo mostraremos que fazendo as escolhas certas, não há o que temer.

Organização, Visão e Senso Crítico

Abrir uma empresa ou microempresa requer organização, visão e senso crítico. Por melhor que seja a ideia, é necessário que o empreendedor tenha uma postura organizada e crítica para garantir o sucesso do seu empreendimento. Por tanto antes de fazer qualquer tipo de investimento é preciso planejar, fazer uma análise e validação de mercado, para saber se a ideia é conveniente para o público que deseja atrair.

Um plano de negócio é essencial, pois é responsável por definir a missão, visão e valores da empresa, além de definir sua atuação no mercado de forma geral. A partir daí é importante fazer um levantamento de mercado, conhecer a concorrência, encontrar nichos e principalmente se atentar às mudanças e projeções de mercado.

Com todas essas informações em mãos, o empreendedor terá a certeza se o seu negócio será realmente duradouro, além de que essa análise revelará que seu negócio não se trata apenas de um “sonho empreendedor”, e sim de algo que é ou se tornará uma necessidade no mercado. Aí está o sucesso real da sua empresa.

Não tenha medo de correr riscos

Sentir medo ao abrir o próprio negócio é extremamente compreensível, ainda mais diante de tantas indagações: “E se eu sair da empresa que estou e não der certo” ou “Tenho medo da concorrência“ ou “E se não tiver o apoio da minha família?” ou até mesmo “E se eu perder todas as minhas economias?”. O que não podemos é nos deixar ser vencidos por ele. Lembre-se: a coragem não significa ausência de certos medos, mas a decisão é algo mais importante do que o medo.

Os empresários mais bem sucedidos, não tem medo de assumir um risco, se eles verdadeiramente acreditam que têm uma boa ideia. Contudo buscam sempre estudar os possíveis riscos que estão associados ao seu negócio, e, por conseguinte diminuí-los ou até mesmo eliminá-los.

 

Algo muito eficaz na hora de diminuir os riscos é buscar informações na fase do planejamento. Procure também conhecer histórias de outros empreendedores, sejam novos ou já veteranos no mercado, entenda como eles enfrentaram ou enfrentam os momentos de dúvidas e inseguranças e como seguiram em frente. As histórias dos outros sempre tem o poder de nos inspirar.

 

A garantia de sucesso, em qualquer empreendimento, seja na hora de abrir uma empresa ou em seu desenvolvimento, não é algo que possa ser garantido. Mas precisamos aprender a lidar com riscos pessoais, emocionais e principalmente financeiros, para alcançarmos nossos anseios.

Escolha com quem fará sociedade

Busque sempre expandir seus conhecimentos sobre gestão financeira, marketing, gestão de pessoas e administração em geral. Esteja sempre atento as tendências de setor que você pretende atuar e conheça todos os concorrentes, sejam diretos ou indiretos e suas respectivas táticas. Não esqueça: empreendedorismo requer muito estudo.

Possivelmente ao abrir a sua empresa você precise escolher um sócio, embora não seja obrigatório, isso minimiza a necessidade de investimentos e dissolve os riscos entre os membros da sociedade. É de extrema importância que essa escolha seja feita com muita cautela, pois errar nesta parte pode colocar tudo a perder.

O papel do sócio vai muito além de investir no negócio. Mais do que ter alguém para dividir riscos, tenha um parceiro para dividir seus medos e ansiedades. A presença de um ou mais sócios ajuda muito na tomada de decisões, no planejamento e na gestão do negócio, principalmente quando há junção de conhecimentos, atitudes e competência.

Considerações finais

Empreender, em muitos casos está associado a um grande salto sem paraquedas, e o mais recomendado é que você se prepare, busque conhecimento e tenha um excelente planejamento para diminuir possíveis riscos, temores e incertezas.

Não esqueça que o motivo para o fracasso está na falta de planejamento. Com os pés no chão, a chance de vencer a insegurança e ser bem sucedido aumenta muito. Para alcançar o devido o sucesso é importante identificar as oportunidades e tirar bom proveito delas.

Abrir uma empresa envolve muitas burocracias. Por isso, contar com um profissional ou escritório de contabilidade torna os procedimentos mais fáceis, e traz a vantagem de garantir que seu negócio esteja aberto e regularizado em menos tempo. Por tanto você tem uma empresa totalmente legalizada e economiza recursos que serão investidos no seu negócio.

Nenhum comentário

Postar um comentário