Redução de despesas: O que devo cortar nos gastos de minha empresa?

Visão ae

Redução de despesas: O que devo cortar nos gastos de minha empresa?

Todo empresário sabe que é fundamental para qualquer negócio o bom gerenciamento das finanças do mesmo para manter a sustentabilidade do empreendimento e garantir sua estabilidade. Porém, mesmo assim, a redução de despesas pode acabar sendo necessária.

Entretanto, é importante que o empresário mão veja a redução de despesas como um sinal de derrota e também que o empreendedor não fique esperando o dinheiro faltar para apelar para essa medida.

A redução de despesas pode otimizar as entradas da empresa direcionando os recursos que estão sobrando em um setor para setores mais carentes, melhorando os processos e equilibrando a balança.

Então se você quer saber onde deve cortar os gastos na sua empresa para realizar uma redução de despesas, continue lendo esse texto e não tenha mais dúvidas sobre o assunto.

Vamos lá?!

Mas afinal, como fazer uma redução de despesas na minha empresa?

Antes de tudo, a primeira coisa que deve ser feita é uma análise dos custos e gastos do empreendimento para poder estabelecer uma visão correta do negócio e não cortar de onde não deve.

Fazer essa análise periodicamente, mantendo um histórico de entradas e saídas facilita muito o trabalho no momento da redução de despesas.

Veja agora mais umas dicas para conseguir fazer uma redução de despesas;

  1. Banco de horas

Se você paga horas extras, uma boa alternativa para a redução de despesas é adotar o sistema de banco de horas. Com isso a sua empresa poderá economizar o valor das horas extras e o funcionário pode recuperar as horas de trabalho a mais em folgas.

Mas atenção pois para não incorrer em nenhum problema judicial é preciso que o funcionário receba o “pagamento” dentro do ano corrente, se não o pagamento deve ser feito na forma de hora extra mesmo.

  1. Demissão pode não ser a solução

Para fazer uma redução de despesas as empresas pensam logo em demitir alguns funcionários. Entretanto, os custos desse processo podem acabar se tornando inviáveis aumentando ainda mais o problema financeiro.

Então, antes de optar por uma demissão, avalie o tempo de serviço do funcionário e o tempo que um novo funcionário poderá levar para atingir a mesma experiência do que saiu.

  1. Renegocie os débitos

Você deve? Tem cartão de credito atrasado, financiamento no banco, empréstimo entre outras dívidas?

A solução é tentar uma renegociação dos valores com os seus credores minimizando juros e melhorando as condições.

Entretanto, avalie bem se a empresa terá como honrar com o novo acordo para não perder a credibilidade e o crédito no mercado.

  1. Telefonia e internet

Pode parecer algo muito pequeno, mas gastos com telefone e internet podem ser os responsáveis por um grande custo para a empresa.

Então avalie a real necessidade da empresa, consulte os planos, veja se você realmente usa tudo aquilo que paga e procure um plano mais adequado ao negócio. Você pode até tentar negociar um desconto com a operadora.

  1. Analise o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é a ferramenta responsável por mostrar ao empreendedor o caminho que os valores percorrem dentro da empresa.

Assim você pode ver qual setor está tendo mais saídas, qual está mais carente e fazer uma redução de despesas, organizando a bagunça.

  1. Cuidado com o estoque

Produto em estoque significa dinheiro parado e despesas com armazenamento. Então é importante avaliar o seu estoque para adequá-lo à demanda, evitando ficar com produtos obsoletos e desvalorizados.

 

Obviamente que cada empresa possui um funcionamento especifico e nem sempre a redução de despesas realizada em uma irá funcionar em outra. Portanto, a principal dica é avaliar bem a sua empresa, conhecer os processos e entender por onde o dinheiro transita. Assim fica mais fácil realizar uma redução de despesas.

Nenhum comentário

Postar um comentário